TEMPLO RYUSHOJI

O Templo Ryushoji é o segundo maior templo da HBS do Brasil.

Fundado em 25 de setembro de 1941, situa-se na cidade de Mogi das Cruzes. O atual Hondo (Nave) do templo foi recentemente construído, e inaugurado no aniversário de 70 anos do templo.

Realizamos cultos matinais diariamente, e também promovemos eventos como o tradicional Bazar da Pechincha e Festa do Yakissoba.

 

ENDEREÇO
Avenida Pedro Machado, 710 - Mogi Moderno - Mogi das Cruzes/SP - CEP: 08717-720

CONTATO
(11)4728-2126

CULTOS
Cultos Matinais:
Segunda a Sábado : 7h
Domingos e Feriados : 9h

Cultos Noturnos:
Terças e Sextas-feiras : 19h

 

Para saber mais entre em contato por email!

História do Templo Ryushoji

A história do Templo Ryushoji começa com a chegada dos fiéis da Honmon Butsuryu-Shu Sr. Zenichiro Seki e Rikiti Takahashi em Biritiba Ussu, arredores da cidade de Mogi das Cruzes, no dia 3 de julho de 1939. Fiéis fervorosos, logo iniciaram a missão de expansão da Religião.

No mês de agosto do mesmo ano, converteram um enfermo que sofrera derrame cerebral e com cinco dias de orações fervorosas conseguiram que ele recebesse o goriyaku (bênção) de saúde plena. A notícia se espalhou pela cidade e esse episódio foi o ponto de partida para a expansão.

Nesse período foram convertidos os senhores Fusajiro Sassai e Kakuichi Nishiyama, posteriormente figuras fundamentais tanto para o futuro do Templo Ryushoji quanto para a HBS do Brasil. Juntou-se ao grupo o Sr. Itizo Horigoshi que já era um praticante desde quando morava no Japão. Em poucos meses o grupo atingiu o número de 30 famílias, fato esse que motivou o Arcebispo Nissui Ibaragui denominá-lo de "11º Grupo Taissen".

Os adeptos aumentavam cada vez mais. No ano de 1941, o fiel Benjiro Komai, grato pelo goriyaku de cura da grave doença de sua esposa, fez uma doação de cinco contos (na época uma quantia volumosa), que possibilitou a construção do 4° Núcleo de Cultos da HBS no Brasil e como primeira responsável foi nomeada a sacerdote Myoushun Teraoka. Depois disso vieram os sacerdotes Seihan Sassaki, Guenshou Miyatake e Seiko Jimbo, até que em 1951 o Núcleo de Cultos foi elevado a Templo com a denominação de "Seifuzan Ryushoji".

*Seifu é o nome de ordenação do Grande Mestre Nissen e Ryushoji significa "Templo da Prosperidade".

Em 1955, pela primeira vez um Sumo Pontífice da Butsuryu-Shu veio ao Brasil. O 11º Sumo Pontífice Nissatsu Kajimoto acompanhado do bispo Shimizu Nippaku permaneceram por três meses. Viajaram por várias cidades do Brasil realizando discursos, pregando a paz mundial resgataram a emoção nas pessoas e promoveram a expansão da Butsuryu-Shu.

A chama da expansão foi novamente reascendida. Em 1961 o atual prédio do templo foi comprado e o templo ali se instalou.

Em 1964, Tanaka Nishin Shounin, um Sumo Pontífice em exercício veio ao Brasil acompanhado de uma comitiva. Nesta ocasião foi estabelecido o "Sistema de envio de Missionários Japoneses ao Brasil" (Brasil Haken Kyoumusei).

• O primeiro enviado foi Mimaki Jyunyou-Shi (Mimaki Nitigue Shounin) em 1966 o missionário Yokoya Jyoushu foi nomeado bispo do templo. Na seqüência vieram e tornaram-se bispos do templo: Sassada Shouhou, Imai Guenwa, Umeda Seietsu e Aoki Jyuntou. (Tradução do texto em japonês pelo fornecido pelo templo)

• O primeiro bispo e mestre fundador do templo foi Ibaragui Nissui Shounin. O atual Bispo Superior Correia é o 19º bispo dentre as gerações de bispos.

GERAÇÃO DE PRESIDENTES DO TEMPLO RYUSHOJI
1° Benjiro Komai (1941)
2° Itizo Horigoshi (1942)
3° Fusajiro Sassai (1943)
4° Kanji Nakayama (1944)
5° Itizo Horigoshi (1945-1948)
6° Hyogoro Ichigue (1949-1953)
7° Teizo Kimura (1954-1955)
8° Iwata Ueda (1956)
9° Seishin Nakano (1957)
10° Kazuo Hayakawa (1958-1960)
11° Teizo Kimura (1961-1962)
12° Zen-ue-mon Kawaguchi (1963)
13° Kazuo Hayakawa (1964-1965)
14° Teizo Kimura (1966)
15° Akira Taromaru (1967-1968)
16° Kazuo Hayakawa (1959)
17° Yoshihiko Kinukawa (1970-1973)
18° Akira Taromaru (1974-1975)
19° Yoshihiko Kinukawa (1976-1985)
20° Akira Taromaru (1986-1987)
21° Teruo Atarashi (1988-1991)
22° Kinichi Nakano (1992-1995)
23° Mutsumi Kurita (1996-1997)
24° Yoshihiro Taromaru (1998-2001)

GERAÇÃO DE SACERDOTES QUE EXERCERAM O PAPEL DE BISPO DO TEMPLO:

1º Ibaragui Nissui Shounin (1941)
2º Teraoka Myoushun (1941)
3º Sassaki Seihan (1945)
4º Miyatake Guenshou (1946)
5º Jimbo Nitidou Shounin (1948)
6º Okamura Seirou (1958)
7º Sassaki Seihan (1962)
8º Mimaki Nitigue Shounin (1965)
9º Yokoya Jyoushu (1966)
10º Sassada Nisshou Shounin (1968)
11º Ima Guenwa (1970)
12º Umeda Seietsu (1972)
13º Aoki Nisshi Shounin (1975)
14º Okamura Seirou (1977)
15º Shimizu Senyou (1978)
16º Oikawa Nitizai Shounin (1987)
17º Suzuki Nitijyu Shounin (1988)
18º Takassaky Sentyu (1998)
19º Correia Kyohaku (2016)

* A referência de ano é uma base histórica. Podem existir pequenas diferenças. Mas, basicamente os registros são estes. Os anos correspondentes levam em consideração o ano em passaram a exercer a função de bispo, mesmo antecedendo a cerimônia oficial de posse.