TEMPLO TAISSENJI

O Templo Taissenji é o primeiro Templo do Budismo Primordial no Brasil, fundado em 1936 pelo monge budista Ibaragui Nissui Shounin,na cidade de Guaiçara. Em 1951 foi transferido para a cidade de Lins e mantém-se como a sede espiritual no Brasil para os milhares de fiéis do Budismo Primordial.

O Templo Taissenji também abriga um Museu, inaugurado em 2008, com objetos referentes ao Budismo e do cotidiano dos fiéis.

No Templo são realizados cultos diários, que são abertos ao público, além de eventos periódicos, incluindo o principal deles que ocorre em todo 1º domingo do ano.

O Templo localizado em Lins é repleto de histórias interessantes, agregando uma riqueza cultural imensurável aos fiéis e demais visitantes. Para as visitações é necessário um prévio agendamento pelo telefone (14) 3522-2457.

Para saber mais entre em contato por email!

 

ENDEREÇO
Rua Nove de Julho, 50 Caixa Postal 43 - Centro - Lins/SP - CEP: 16400-110

CONTATO
(14)3522-2457

CULTOS
Segunda a Sábado: 7h e 17h
Domingos e Feriados: 9h30

Como Nasceu a Honmon Butsuryu-Shu

Escrito por: Yoneji Matsubara em 12 de outubro de 1951
Tradução: Kyohaku Correia

Relembrando, há 19 anos atrás, em 1932 através da conversão de meu irmão de pacto Ryuujiroo Matsuo, ingressei na religião e, juntamente, os senhores Hidai, Miyatake e Rizaburoo Kunikata também ingressaram. Ostentamos em um micro oratório o Gohonzon portátil que o Sr. Matsuo havia trazido consigo do Japão, e seguindo as suas instruções orávamos fervorosamente.

Após alguns meses tivemos a visita do Sr. Eitaroo Mizoguti, que residia em Guaiçara. Nesta ocasião soubemos que este já era fiel no Japão, então unimo-nos e, apesar de sermos poucos, dedicamo-nos a pronúncia do Odaimoku. Entre os fiéis haviam aqueles que declaravam ser fiéis desde enquanto residiam no Japão. Gradativamente foram aumentando, e com o passar de aproximadamente dois anos contávamos com vinte famílias adeptas.

Foi quando surgiu uma voz declarando a necessidade de um sacerdote. Neste momento o Sr. Mizoguti relatou a existência de um sacerdote que, enquanto em vida do 4° Sumo Pontífice Nitikyoo, havia sido enviado ao Brasil com a missão religiosa. Esta notícia foi recebida com grande satisfação e logo em seguida foi feito o convite para recebermos o nosso atual odoshi, Guenjyu Ibaragui. A partir disso tivemos uma prática religiosa fundamentada.

O Odoshi por uns tempos, instalou-se na residência do Sr. Mizoguti, também seu parente. Nesse período a religião foi se expandindo, e através de contatos com o Japão por intermédio do sacerdote superior Nissatsu Kajimoto, nossas atividades foram levadas ao conhecimento do departamento de assuntos gerais da Honmon Butsuryu-Shu. Foi quando recebemos do 7° Sumo Pontífice Nitijyun o nome “ Grupo Taissen” e o gohonzon de fundação. Também, humildemente eu Yoneji Matsubara fui ordenado primeiro chefe de grupo e Eitaroo Mizoguti vice Chefe. Outros quatro, dentre eles Ryuujiroo Matsuo e Ihati Hara receberam nomes de honra ao mérito. Desta forma as atividades tiveram continuidade e com a notável expansão surgiu a necessidade da construção do Centro de Culto União.

Desta forma as atividades tiveram continuidade e com a notável expansão, surgindo a necessidade da construção do Centro de Culto União.

Definida a construção no início de 1936, doei parte de meu terreno e a construção foi iniciada tendo a sua conclusão em 13 de novembro do mesmo ano. O centro foi inaugurado com a cerimônia de Ostentação do Gohonzon e instalação do altar.

Como desde a época da construção, pretendia visitar o Japão, também para pesquisar sobre a expansão, parti do porto de Santos em janeiro de 1937 e cheguei em março no porto de Kobe, no Japão.

Fui recepcionado pelo vice chefe da sede central do Japão Sr. Shimada Tiryousaku. Enquanto visitava minha cidade natal, em abril recebi um telegrama do Sr. Shimada, convidando-me a participar de uma reunião do departamento de assuntos gerais na sede central. Fui interrogado a respeito da expansão no Brasil, e levada em consideração as dificuldades geográficas, mediante a um tratamento especial fomos elevados de grupo a condição de Sede.

Após isso com recomendações do Sr. Shimada e Hirata visitei templos nas regiões de Osaka, Nara, Nagoya , Yokohama , Kobe e Kyuushuu, e participei do Grande Culto de Gratidão ao Grande Mestre Nissen em julho na sede central em Kyoto no Japão. Durante a cerimônia recebi oficialmente o nome “Sede Taissen”. No dia os membros da central me disseram que realizar a expansão num país exterior é uma grande virtude. Como lembrança O Sr. Komori Ititaroo, vice presidente da Honmon Butsuryu-shu, como lembrança, doou um  gohonzon escrito pelo Grande Mestre Nissen e o sacerdote responsável do Centro de Cultos de Yokohama , Guenkyoo Kamei, doou um gohonzon escrito pelo 3° Sumo Pontífice Nitizui.

Para entregar ao Guejyu-shi, recebi pertences do 2° Sumo Pontífice Nitimon e alguns outros pertences do seu mestre 5° Sumo Pontífice. Quando regressei ao Brasil fiz a entrega ao Odoshi. Ele me disse comovido, que a visita ao Japão foi profundamente significativa e que tudo o que haviamos recebido eram graças do gohozen.

Após isso, com a nova nomeação de Sede Taissen e sob a responsabilidade do Odoshi iniciou-se uma nova etapa da expansão.

Tendo todos esses acontecimentos como graça do Gohozen, tivemos ainda um importante fator que intensificou ainda mais a expansão. Foi desde 1936, a mudança do agora falecido Sacerdote Teraoka Guensoo, proveniente da região de Mogi das Cruzes as redondezas da ferrovia Noroeste em Promissão. Após apresentar sua procedência e conversar a respeito com o Odoshi, foi determinada sua missão na região de Sorocabana a partir de apenas cinco, seis famílias de fiéis. Com o aumento de fiéis mudou-se para Sorocabana. E com a doação do Sr. Manjiroo Fujii da sua antiga residência em suas terras, localizada nas proximidades da estação Quatá, foi estabelecido provisoriamente um Centro de Cultos. No entanto é inefável a tristeza do adoecer e falecimento em maio de 1939 do sacerdote Teraoka Guensoo, em pleno exercício das atividades religiosas.

No mesmo ano, parentes do próprio sacerdote Teraoka Guensoo , Sassaki Seihan-Shi , Sacerdotiza Teraoka Myooshun  e  Seidai Oikawa solicitaram a ordenação sacerdotal. Ibaragui Guenjyu-Shi como mestre orientou-os na formação sacerdotal. Nesta época o sacerdote Jinbo Seiko exercia as atividades na condição de auxiliar sacerdotal (gakuto).

Em 1940, com a expansão nas proximidades da Linha Sorocabana, de acordo com a necessidade foram inauguradas as instalações do 2° Centro de Cultos em Quatá e do 3° Centro de Cultos em Presidente Prudente.Os sacerdotes em atividade Seihan e Seidai foram designados a missão de expansão nesses novos centros de culto. Logo em seguida Jinbo Seiko teve a sua ordenação.

Em 1941, na região da linha central, interior de Mogi das Cruzes onde a sacerdotisa Myooshun dedicava-se as atividades, foi inaugurada as instalações do 4° Centro de Cultos. Em 1948 foi inaugurado também o 5° Centro de Culto na região de Taubaté. E em outubro de 1950 foi construído provisoriamente o Centro de Cultos no estado de Paraná na Colônia de Assaí. O sacerdote Ishikawa Seiguen-Shi, ordenado em 1947 realizava visitas a essas regiões como sacerdote responsável. É dessa forma que se deu a notável expansão a partir da sede Taissen, que relato com grande júbilo.

A expansão da Sede Taissen União, gerou a necessidade de centralização. Todos concordaram em transferir a Sede União para a cidade de Lins. Porém, as dificuldades em escolher um local e em ambiente adequado e financeiras pareciam ser insuperáveis. Após incalculáveis esforços dos fiéis da região, num momento de grande necessidade, imprescindivelmente o Sr. Shigueru Kamada descobriu um local que atendia a todas as necessidades, que foi aprovado pelo Odoshi. Após seguidas reuniões, foram iniciadas as obras que transcorreram conforme o previsto.

Com a conclusão da construção, no dia 13 de novembro de 1951 foi realizado o primeiro Grande Culto após a transferência.

A expansão dos ensinamentos representa a concretização da paz mundial e, por isso, nossa alegria é incomensurável.

Contando, foram quase 20 anos de atividades e expansão da religião no Brasil. Hoje, além do que tínhamos previsto, vejo nosso templo plenamente instalado num local central da cidade de Lins. De agora diante, como fiel, rogo igualmente para que todos nós dediquemos esforços ilimitados à conclusão deste gohouko.