Você já foi ofendido?
Como você reagiu?
Sua reação fez você se sentir melhor? Resolveu o problema?

​Praticamente todos nós já fomos ofendidos, caluniados ou agredidos ao menos uma vez na vida, e não é difícil que isso acabe acontecendo novamente. Nesse caso o que você vai fazer? Será que a sua solução alivia ou pesa ainda mais o seu coração? Os ensinamentos budistas nos ajudam a lidar com isso.

 

当宗は 先はじめから 本門の
要法を説く 不軽行なり

“Nossa linhagem é da linhagem
do Bossatsu Fukyou,
que prega desde o início
o Darma do Caminho Primordial.”
Mestre Nissen Verso nº 1943

 

Esse verso do Mestre fundador do Budismo Primordial ensina que nós seguimos a prática do Bossatsu* Fukyou, o monge que mesmo hostilizado jamais desistiu de sua fé e demostrou grande compaixão, mesmo por aqueles que o ofenderam.
*Bossatsu: ser que almeja a iluminação através do altruísmo. Pensar nos outros antes de pensar em si.

 

「我深敬汝等 不敢軽慢 所以者何 汝等皆行菩薩道 当得作仏」
24文字の法体

“Eu vos respeito profundamente,
de maneira nenhuma vos desprezo.
Isso justamente porque vós todos
ao praticardes o caminho de Bossatsu
certamente atingireis a Iluminação.”

​​​24 Palavras Dármicas – Sutra Lótus cap. XX

 

​Fukyou Bossatsu foi uma das vidas passadas do Buda. O 20º capítulo do Sutra Lótus conta essa história.

​Esse monge tinha fé no Sutra Lótus e rezava o NAMUMYOUHOURENGUEKYOU, o mantra que é a causa, essência e semente da Iluminação. Esse monge, embora pacífico, foi insultado, humilhado, ofendido e até mesmo agredido por pessoas tomadas pela estupidez e intolerância, mas, frente a isso, sua reação era surpreendente. Ele juntava suas mãos em posição de respeito e proferia a essas palavras:

“Eu vos respeito profundamente, de maneira nenhuma vos desprezo. Isso justamente porque vós todos ao praticardes o caminho de Bossatsu certamente atingireis a Iluminação.”

​Essas palavras representam o espirito do Sutra Lótus, a compaixão budista. Ele poderia sentir raiva, poderia se entristecer, poderia querer se vingar ou se sentir vítima, mas essas palavras que ele proferia representavam a mais pura contemplação da Natureza Búdica inerente aos seres e a mais nobre expressão de compaixão.

​A maioria das pessoas, quando insultadas, agem de modo a envenenarem o coração com a ira, ganancia e estupidez. Todo sentimento ruim se torna um carma negativo e esse carma negativo atrapalha nossa vida como um todo, é como carregar uma mochila pesada e desajeitada por toda parte. A prática budista serve justamente para evitar ou eliminar esse peso desnecessário. Por isso, nossa atenção deve estar voltada para aquilo que nos faz bem e não para aquilo que nos traz um mal sentimento.

Como lidar com a ofensa que aconteceu?

なすわざは よかれあしかれ むくふべし
火はあたゝかに 水はつめたし

“Tudo que fizer bem ou mal,
por fim retornam para si.
Óbvio como o fogo é quente
enquanto água é fria.”
Mestre Nissen verso nº 2057

 

Nós temos fé na Lei da Causa e Efeito. É como um pendulo, quando empurra, retorna com a mesma intensidade. Se nos baseamos nessa lei, temos que ser prudentes em nossas ações, se forem boas gerarão virtudes. Se forem ruins, não podemos culpar as pessoas pelo nosso estado de inferno, a escolha é nossa.

 

悪友は おのが心に あるものを
ほかより来ると おもひける哉
“O mau amigo de fato,
está em seu coração.
Mesmo quando pensa
que vem de fora.”

 

​É costume atribuirmos a ação dos outros a nossa frustração, mas essa causa está em nosso próprio sentimento e atenção.
​Nós sabemos que há uma lei natural para as coisas, lapidamos nossa atenção e sentimento através dos ensinamentos e assumimos o controle do coração e eliminamos o peso dos carmas negativos através da pratica do Mantra Sagrado NAMUMYOUHOURENGUEKYOU. Se com a prática puder fazer isso, não há porque se incomodar com ofensas. Há coisas melhores para se preocupar.

 

あなうれし あなおもしろの ふたつより
いふことのなき わが身也けり
“Só tenho duas palavras:
alegre e cativante,
para expressar o atual
estado do meu ser.”
Mestre Nissen verso nº 66

 

A oportunidade e as pessoas de hoje podem não ser as mesmas de amanhã, se é um momento importante e se são pessoas que amamos, devemos ser nosso melhor agora, não podemos desperdiçar esse tempo com sentimentos ruins. Equilibre-se e converta seu sentimento em alegria e compaixão. Um coração carcomido pela ira, não agrega nada de bom e entristece as pessoas a sua volta.

Não guarde raiva, não guarde momentos ruins, não guarde ofensas, não perca tempo. Guarde alegria, fotos engraçadas, palavras de amor e o que faz bem para você e para as pessoas a sua volta. Essa deve ser sua atenção, essa é a atitude budista. Se temos potencial para fazer algo bom e útil, não vamos envenenar o coração por bobagens.

Todos têm defeitos, todos sofrem de alguma forma, mas acreditamos que todos tem o potencial de converter seu sentimento em algo bom. Nosso lema é:

 

“Oramos pela harmonia do universo,
através da prática de virtudes,
do aperfeiçoamento espiritual
e da solidariedade dos seres.”

 

Por isso rezamos por todos, temos fé no bom potencial de cada um (Semente da Iluminação).

E quanto às ofensas?

Nossa resposta é a compaixão, paciência e equilíbrio, tal como o ensinamento do Fukyou Bossatsu:

 

“Eu vos respeito profundamente,
de maneira nenhuma vos desprezo.
Isso justamente porque vós todos
ao praticardes o caminho de Bossatsu
certamente atingireis a Iluminação.”
​​​24 Palavras Dármicas – Sutra Lótus cap. XX
​​​

Fonte: Adaptado de Revista Lotus nº 34, pag 5 e 6